Lei dos SACs: solução de todos os nossos problemas?

Uma nova lei recentemente aprovada tem agitado o mercado de relacionamento com clientes: o Decreto 6523 ou popularmente chamado de a “lei do SAC”. O objetivo é solucionar boa parte dos problemas enfrentados pelos consumidores quando em contato com as centrais de atendimento ao cliente de alguns nichos do mercado.

É indiscutível que o atendimento fornecido por inúmeras empresas é precário. Porém, não se pode generalizar todo o setor, pois existem sim bons exemplos de como atender o cliente com qualidade e eficiência. Assim, a lei é um dos frutos da má fama gerada por essa generalização que ronda todo o setor de call center.

Ministério da Justiça determina que tempo de espera em call centers não pode exceder um minuto

Olá!

Ontem, o ministro Tarso Genro assinou a Portaria que estabelece o tempo máximo de espera para o consumidor ser atendido pelas companhias telefônicas, de TV por assinatura, ônibus, aviação civil, energia elétrica, planos de saúde, bancos, cartões de crédito e reguladas pelos órgãos públicos. Clientes felizes, empresas preocupadas! Principalmente os bancos, que terão tempo máximo de espera de 45 segundos, com possibilidade de 90 segundos no quinto dia útil de cada mês, segundas-feiras e vésperas e pós feriados. Os demais setores terão tempo máximo de 60 segundos. Ou seja, um nível de serviço de 100-45! Desconheço uma central que trabalhe neste nível.

SP cria cadastro para bloquear ligações de telemarketing

Dono de linha móvel ou fixa poderá se cadastrar no Procon; após 30 dias, empresa que furar bloqueio será punida com multa.

O Estado de São Paulo vai criar um cadastro em que proprietários de telefones móveis ou fixos poderão dizer “não” às ligações de telemarketing. É o que determina a lei sancionada pelo governador José Serra (PSDB) e publicada ontem no “Diário Oficial” do Estado.

A medida vale para números registrados no Estado. Tem como base o sistema usado hoje nos EUA e visa “proteger” pessoas que não desejam receber esses telefonemas por considerá-los inoportunos.

Páginas

Subscrever V2 Blog RSS