Qualidade

Se faltar argumentos, não coloque a culpa na ISO!

Trabalhando como consultor, presenciei diversas vezes profissionais usando de maneira errada a Norma ISO para justificar algo que eles próprios queriam, mas não tinham argumentos suficientes para justificar a necessidade.

Certa vez, por exemplo, um funcionário afirmou que “a ISO que pede” para a recém-contratada gerente da qualidade de uma empresa, que havia sido contratada justamente com o objetivo de obter a certificação ISO 9001 . Embora a situação seja engraçada, é fato que ela se repete em muitas empresas por profissionais que infelizmente mancham a reputação da certificação dessa norma. Por causa disso, ainda existem muitas pessoas que não acreditam na norma.

Nossa missão é: satisfazer nossos clientes!

“Nossa empresa existe para satisfazer nossos clientes”…

Você já deve ter visto essa frase em algumas placas empresariais com certeza. A minha única indagação quanto a ela é: qual a identidade com o negócio essa construção traz?

Ao definir a missão de uma instituição, muitas vezes essa responsabilidade é delegada à área da qualidade, muitos profissionais preferem escolher frases genéricas, que se aplicariam a qualquer organização. Entretanto, isso torna a missão uma frase sem qualquer valor, e não um norteador para seus colaboradores.

Certificação de Qualidade, ou da Qualidade?

Olá!

Ao longo dos anos, presenciei muitas empresas em busca de diversas certificações de qualidade para seus produtos e serviços. Entre essas e outras, verifiquei uma situação curiosa, e que costuma ser vivenciada repetidas vezes pelos profissionais da área de qualidade: durante o processo, muitos colaboradores entendem a conquista da certificação como algo de responsabilidade do departamento de qualidade – e não da empresa -, mas após a conquista, a considera como de todos. Isso não parece injusto?

Páginas

Subscrever RSS - Qualidade